quinta-feira, 21 de julho de 2011

Gran Turismo - Análise


Esta é a análise de Gran Turismo, lançado pela Sony Computer Entertainment em 1997 para o Playstation.


Introdução

Os amantes de jogos de corrida aguardaram mais de cinco anos de produção do que a Sony prometia ser o jogo que inauguraria o Real Simulation Mode, um revolucionário modo que simulava com o máximo de realismo possível os circuitos de corrida mais famosos do mundo. Ninguém sabia o que isso queria dizer ao certo, mas, quando Gran Turismo finalmente apareceu, o mundo dos games se alterou por completo. Gran Turismo trouxe toda a seriedade e o realismo que as corridas de verdade possuem, e toda a tensão de se disputar espaço no rol dos melhores competidores do mundo. Com muitos veículos e grande customização de veículos, Gran Turismo se destacou e ganhou o gosto do público.

GRAN TURISMO


Informações técnicas

Publicado por: Sony Computer Entertainment
Desenvolvido por: Polyphony Digital
Gênero: Racing
Diretor: Kazunori Yamauchi
Plataforma: Playstation
Data de lançamento: 23 de dezembro de 1997
Faixa etária: Everyone

Trilha-sonora da análise

Enquanto lê a nossa análise, que tal escutar o áudio que separamos mais abaixo?


Música tema do jogo, chamada Lose Control, composta e tocada pela banda Ash.

Sobre a história do jogo

Como 90% dos jogos do gênero corrida, Gran Turismo não possui história. Você é um corredor profissional iniciante sem nome, que, por algum motivo, não tem nem carteira de habilitação ainda, mas quer se tornar um corredor top de linha, participando dos principais torneios automobilísticos do mundo. Cabe ao jogador comandar esse corredor, desde o princípio, desde as categorias de base e suas primeiras habilitações, até se tornar o número um do mundo. Esta é a história do jogo.

Sobre o jogo

A carreira de um piloto de automobilismo é dura, e Gran Turismo mostra exatamente isso... Logo no começo do jogo, você vê, na tela de mapa, nada menos do que 10 montadoras de carros diferentes, cada uma com seus carros específicos. Tem Chevrolet, Mazda, Dodge, Toyota, Mitsubishi, Nissan, Subaru, e mais. Aí, você fica doidinho vendo os carros à mostra, escolhe um que curtiu, e aí vê o preço e cai para trás.
Isso mesmo, preço. Diferentemente de outros games de corrida da época, você não tem um carro inicial. Tem uma grana inicial. E uma grana bem minguada. Você começa sem carro, sem licença e com apenas 10.000 dólares no bolso. Com essa grana, cara, você não consegue comprar praticamente nada. Pode esquecer aqueles carros modernos e top de linha. Na verdade, pode esquecer até mesmo os mais basiquinhos do jogo. Com 10.000 dólares, amigo, você compra um carro usado meia boca e olhe lá.
Aí, com o seu carrinho usado na garagem, você decide participar de um torneio. Há diversos torneios diferentes, sendo quatro deles opcionais, e mais 13 opcionais. Mas aí somos surpreendidos novamente, porque, para participarmos de qualquer torneio que preste, temos de apresentar uma habilitação de motorista. Sem habilitação, nada podemos fazer, o que é óbvio. Até tem umas corridas aqui e ali que permitem que participemos mesmo sem habilitação (?), mas eles oferecem pouca grana de prêmio, então, se quiser se profissionalizar, vai ter de conseguir uma habilitação.
Há três níveis de habilitação: B, A e IA. Elas são gratuitas, e você pode tentar conseguir todas de uma vez, ou uma de cada vez. As habilitações são nada mais do que tutoriais de como dirigir, realmente. As habilitações são compostas de provas que você tem de cumprir dentro de um tempo estipulado. Há um tempo limite, que tem de ser quebrado, mas também há tempos especiais, que podem ser quebrados se você quiser, e então você ganha troféus. Elas abrangem tudo o que se precisa para se manobrar bem o carro. Aborda desde aceleração e freio, os princípios básicos de direção, e vão até técnicas avançadas de curvas, e manobras radicias. No começo, parece coisinha bem simples, mas, conforme avançar, irá perceber que fica bem difícil. Há provas que realmente tiram a pessoa do sério, tamanho a dificuldade, principalmente nas habilitações mais avançadas. Ainda bem que pode tentar quantas vezes for necessário, e, se quiser, pode sempre voltar mais tarde só para praticar e para conseguir bater os recordes. Até porque, se conseguir troféu de ouro em todas as provas de uma habilitação, receberá um belo carro de prêmio.
E aí, após conseguir pelo menos uma habilitação, poderemos concorrer em campeonatos mais concorridos. Quanto maior o prêmio oferecido pelo campeonato, maior as exigências para se participar dele, e melhor serão os motoristas e carros competindo.
Aliás, por falar em competição, nem pense em competir nos campeonatos mais difíceis apenas com aquele carrinho usado fuleira que você comprou no começo do jogo. Irá engolir poeira, e feio. Então, trate de ir comprando um carro novo sempre que tiver a oportunidade. O problema é juntar a grana. Os prêmios nas competições mais baratas (as únicas do qual podemos chegar em classificações "razoáveis" no começo do jogo) oferecem pouca grana de prêmio, e, para podermos juntar dinheiro o bastante para comprar um carro realmente bom, teremos de vencer o mesmo torneio no mínimo umas 10 vezes, só para juntar a grana. É chato, é muito chato, mas não tem outro jeito.
Por isso, há um outro recurso. Ao invés de trocar de carro, porque não melhorarmos o carro que temos? Sim, porque Gran Turismo oferece a possibilidade de customizarmos o nosso carro. Não é customizar por fora, colocando pintura, vidros coloridos, mudando faróis, ou coisa assim. Não, não. Podemos mudar internamente o carro, para aumentar a performance. Turbinar o motor, trocar os pneus por pneus específicos de corrida, trocar o carburador, o câmbio, os freios, enfim, há muitas mudanças que podem ser feitas. E elas saem bem mais barato do que comprar um carro novo, com certeza. Juntando uma grana considerável, poderá realmente transformar seu carro, melhorando a sua performance em 100% por mais.
É essa a ideia no começo do jogo. Compre um carrinho mixuruca, vença uns torneios até conseguir uma grana, , turbine o carro, venças mais torneios para juntar mais grana, compre um carro melhor, participe de torneios mais rentáveis, e assim por diante. É avançando aos poucos que se vai longe, no jogo. Quando você menos perceber, estará com um carro novo, último tipo, vencendo os torneios mais cobiçados e ganhando rios de dinheiro. Antes mesmo que possa perceber, estará ganhando grana o bastante não apenas para comprar um carro, e sim uma coleção de carros. E acredite: precisará de uma coleção de carros.
Gran Turismo é o tipo de jogo no qual não dá para se ter um carro só. Não porque é legal ter vários carros na garagem, só não, é porque isso tem de ser feito mesmo. Há torneios especiais em que, para se participar, é necessário um carro específico, de um tipo especial. Não tem como concorrer com um carro que não seja daquele tipo. Há torneios que exigem carros americanos. Outros que exigem carros britânicos, e, por fim, outros que exigem carros japoneses. Também há torneios em que precisará estar com um carro com motor na parte da frente, outros, com carro com motor na parte de trás. Enfim, são detalhes que diferem minimamente os carros uns dos outros, e que obrigam o jogador a ter um carro de cada tipo, de modo a poder participar de todos os torneios disponíveis. E não basta ter um carro de cada tipo. Terá de ter um BOM carro de cada tipo, tunado e tudo o mais. E lá se vai dinheiro com isso. Quando for ver, terá uma pequena coleção de carros na garagem.
E assim vai. Após vencer o último torneio do jogo, o mais difícil de todos, o Gran Turismo World Cup, assistirá o vídeo final do jogo. Mas ainda não é o fim, até porque o jogo não tem fim. Pode continuar jogando o quanto quiser, indefinidamente. E depois que vencer todos os torneios, conseguir todos os prêmios e ter todos os carros que quiser ter, tunados ao máximo? Aí entra a melhor parte, posso dizer. Porque é aí que você poderá realmente se achar o máximo ao disputar com os seus amigos. Guarde seus carros prediletos no seu Memory Card e desafie um amigo seu. Ele trará os carros preferidos dele no Memory Card dele, e aí poderão ver quem é o melhor nas pistas do jogo. Nada melhor do que se vangloriar como o melhor motorista não só no jogo, mas também entre os seus amigos.

Minha análise do jogo

Gráficos 
Os gráficos dos carros são primorosos, e o cuidado com os detalhes é impressionante. A principal marca registrada do jogo é a fidelidade com os modelos originais: pegue uma foto e compare, para ver o nível de detalhismo. Há uma queixa constante que alguns jogadores fazem: a de que os carros não amassam, nem arranham e nem nada, independente de quão forte você bata na parede ou algo parecido. Mas esse defeito é mínimo perto da grandeza dos gráficos, e, apesar de esse defeito ser corrigido alguns jogos mais à frente, não há jogos da época, principalmente na plataforma Playstation, que corresponda a esse requisito, até porque o poderio gráfico do Playstation não permitiria à Sony realizar esses efeitos com perfeição. Por isso, eles optaram por deixar essa função de fora. Sabiamente, por sinal.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)

Som
Músicas bem selecionadas trazem todo o ritmo necessário para a queima de pneus nas pistas. A abertura da versão americana, Everything must go, de Manic Street Preachers, mas remixada por Chemical Brothers, é uma música memorável, e uma marca do jogo. A abertura da versão japonesa, Moon over the castle, de Masahiro Andoh, é ainda mais memorável, tanto que ela é utilizada até hoje com a música de abertura de todos os Gran Turismos lançados no Japão. Simplesmente fantástica a seleção. Quanto aos sons do carros, eles são muitíssimo reais, desde o ronco dos motores à queima de pneus. Algo digno de nota.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)

Jogabilidade
Controlar um carro em um jogo de videogame nunca foi tão... real. A sensação de velocidade é formidável, a ponto de não ter como você não se sentir bem após vencer uma corrida árdua, contra oponentes perigosos. A técnica para as curvas é algo fundamental, e varia muito de acordo com o carro e com o seu estilo de jogo. O jogo nos permite desenvolver um estilo próprio ao dirigir, muito semelhante a quando se dirige um carro real. Os controles são simples e intuitivos, e, quando se usa o direcional analógico, podemos perceber como eles capricharam na sensação de controle do carro. As dicas para não derrapar e para acertar nas curvas são as mesmas que se pode tomar na vida real, e, como sempre, dependem de muita prática. Mas não se preocupe: as licenças do jogo irão certificar você, a todo instante, se está ou não preparado para os níveis seguintes, então pratique bastante.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)

Longevidade
A única forma de se conseguir grana e de se prosseguir no jogo é através dos torneios do jogo. Há um número razoavelmente pequeno de torneios, mas a exigência destes torneios irá mantê-lo por muito tempo no jogo, só para conseguir avançar de um para outro. Para avançar aos torneios mais avançados e com mais grana de prêmio, precisará conseguir a habilitação necessária, e também ter um carro condizente com as regras e condições daquele torneio. Portanto, o tempo de jogo se multiplica diversas vezes, pois irá repetir os mesmos torneios dezenas de vezes só para conseguir grana o bastante para comprar um carro melhor. É sempre assim, até chegar ao último torneio do jogo, o mais difícil. E depois de se conseguir vencer o último torneio? Ora essa. São 178 carros diferentes no jogo! Você pode até não querer ter todos eles, mas chegará em um momento no jogo em que gostará de ver pelo menos uns 50 carros na sua garagem. E, para isso, acredite, mas você precisará vencer muitos e muitos torneios. Você irá aprender a usar todos eles, e irá escolher os seus carros preferidos para cada tipo de pista, e cada tipo de competição. Depois, irá jogar só para se divertir, com os seus amigos, pelo multiplayer, afinal, de que adianta ser o ás do volante se não puder provar isso para todos à sua volta? Sem contar que há diversos carros surpresa no jogo, que são dados como premiação em situações especiais, como quando se consegue o troféu de ouro em todas as provas de uma habilitação, por exemplo. Isso irá manter os motoristas hardcore mais e mais tempo jogando o game. Gran Turismo é o tipo de jogo que se joga por semanas e semanas e fio, e você nem percebe! Sempre terá algo a mais para fazer.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)

Inovação
O modo de simulação que a Sony desenvolveu para esse jogo, e apenas aprimoraria nos jogos seguintes, é considerado um marco histórico dos games de corrida. Muitos dos jogos que viriam depois de GT iriam utilizar esse método de trazer a carreira automobilística para dentro do videogame. Além disso, o modo de conseguir licenças, a possibilidade de tunar os carros nos mínimos detalhes, e de podermos dirigir carros realisticamente baseados nos modelos reais, tudo isso nos serve como motivo para dizermos que a inovação que esse jogo trouxe para o mundo dos games não foi pequena. Devemos a esse jogo o alto nível dos jogos de corrida da época, e a evolução que levou ao patamar dos jogos de hoje.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)


Diversão
A diversão em Gran Turismo vai além de correr pelos campeonatos. Provavelmente, assim que ver a lista de carros à disposição, seus olhos brilharão, e você se apaixonará por um daqueles carros à venda. Ele se tornará o seu sonho de consumo, e você irá jogar muito o jogo, até conseguir aquele sonho de consumo. E, quando finalmente botar as mãos nesse carro, irá adorar dirigir nele. Irá querer vencer todos os torneios com ele, e, para isso, irá aperfeiçoá-lo, irá modificá-lo totalmente, nos mínimos detalhes. Após gastar uma boa grana com ele, para deixá-lo do seu jeito, você irá acabar disputando contra seus amigos para saber quem tem o melhor carro preferido. E aí, você se apaixonará por outro carro, ainda melhor, e recomeçará tudo de novo, até ter o mais veloz e mais potente carro possível do jogo. Diversão máxima, garantida por muitas e muitas semanas, no mínimo.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)


Soma Final: 30/30 (Perfeito)

Em resumoGran Turismo criou um novo segmento de jogos de corrida, e é um jogo obrigatório àqueles que curtem dirigir e se sentir como se dirigissem de verdade. A sensação de velocidade e de controle real dos carros, junto com as opções de customização disponíveis fazem com que esse jogo seja jogado por muitas pessoas até hoje. Jogue-o, e descubra onde os bons jogos de corrida de hoje em dia foram buscar a sua inspiração.


Análises profissionais

A média pela Metacritic para Gran Turismo é 96/100.

Detonado em vídeo

Os vídeos abaixo mostram como seguir no Simulation Mode de Gran Turismo, desde as habilitações até os campeonatos em si. A velocidade está aumentada, mas os vídeos são muito explicativos:


Parte 1 - Licença B



Parte 2 - Licença A



Parte 3 - Licença IA (1/2)



Parte 4 - Licença IA (2/2)



Parte 5 - Sunday Cup: Race 1



Parte 6 - Sunday Cup: Race 2



Parte 7 - Sunday Cup: Race 3



Parte 8 - Clubman Cup: Race 1



Parte 9 - Clubman Cup: Race 2



Parte 10 - Clubman Cup: Race 3



Parte 11 - Gran Turismo Cup: Race 1



Parte 12 - Gran Turismo Cup: Race 2



Parte 13 - Gran Turismo Cup: Race 3



Parte 14 - Gran Turismo Cup: Race 4



Parte 15 - Gran Turismo World Cup: Race 1 & 2



Parte 16 - Gran Turismo World Cup: Race 3 & 4



Parte 17 - Gran Turismo World Cup: Race 5 & 6


E aí, o que achou desta análise? Curtiu? Deixe-me seu comentário, ou entre em contato comigo pelo e-mail: adm_melhorfinal@hotmail.com ou pelo twitter: @AdmMelhorFinal.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário