sábado, 3 de março de 2012

FIFA 2000 Major League Soccer - Análise


Esta é a análise de FIFA 2000 Major League Soccer, lançado pela Electronic Arts em 1999 para o Playstation.


Introdução

No ano de 1999, a guerra entre as duas melhores franquias de futebol de todos os tempos ainda estava em alta. International Super Star Soccer, da Konami, e FIFA, da Electronic Arts, disputavam o posto de melhor simulador de futebol do Playstation. Enquanto a Konami ganhava uma fatia cada vez maior do mercado com sua jogabilidade renovada e realismo inovador, a EA se mantinha na frente com suas licenças exclusivas de times, seleções, jogadores e estádios. Quando FIFA 2000 Major League Soccer foi lançado, estava claro que a EA tentou reproduzir o futebol no console da melhor forma possível. Será que ela conseguiu superar seu maior rival, International Super Star Soccer Pro Evolution? É o que veremos no decorrer desta análise.

FIFA 2000 MAJOR LEAGUE SOCCER


Informações técnicas

Publicado por: Electronic Arts
Desenvolvido por: EA Sports
Gênero: Sports
Plataforma: Playstation, PC e Nintendo 64
Data de lançamento: 26 de outubro de 1999
Faixa etária: Everyone

Sobre a história

Er... Bem, não há história em um jogo de futebol. Simplesmente escolha um time de sua preferência e ganhe algum campeonato que estiver disponível, em busca de fama e glória.

Sobre o jogo

FIFA 2000 Major League Soccer é mais um game de futebol lançado pela Electronic Arts. Digo mais um porque se trata de um game naturalmente previsível: desde 1993, a EA lança anualmente um novo game de futebol no mercado. FIFA 99 foi um marco, e guarda um espaço no coração dos gamers por ser o melhor simulador de futebol do esporte. Até então. Sim, porque FIFA 2000 veio ainda melhor, e veio para ficar.
O jogo fornece vários campeonatos para se escolher no modo Tournament. É possível jogar os campeonatos nacionais de diversos países, como o espanhol, o italiano, o francês, o inglês, o alemão e tal. A novidade dessa edição é justamente a Major League Soccer, que é o campeonato americano. Todos os times e jogadores do MLS foram incluídos, e alargaram ainda mais a seleção de times muito honrosa do game, sempre com seus jogadores oficiais.
Caso você não queria jogar com um dos times comuns, poderá jogar com uma seleção, se quiser. Há seleções completas para se jogar, e é possível jogar o modo de Copa do Mundo, com as regras e formato semelhantes ao original.
Há vários e vários times disponíveis para se jogar. São mais de 100 times, e não compete aqui relatar todos eles. Eles estão separados por seus respectivos países. Para quem gosta de futebol é um prato cheio. Pode contar com todos os times principais que você puder relatar. Do Brasil, tem apenas seis times: Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Vasco da Gama, Cruzeiro e Grêmio. Da Inglaterra, tem Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester United e Tottenham, entre vários outros. Da França, Lyon e Marseille, entre outros. Da Itália, tem Internazionale Milano, Juventus e Milan, entre outros. Da Espanha, tem Atlético Madrid, Barcelona e Real Madrid. E pode contar ainda com times dos países: Grécia, Dinamarca, Holanda, Israel, Noruega, Escócia, Alemanha, e muitos outros.
Não está satisfeito com todos esses times? Pois o jogo ainda fez questão de incluir times clássicos, entre os principais times de futebol do mundo, com suas escalações clássicas em momentos épicos. Tem a seleção inglesa de 1966, a francesa de 1958 e de 1984, a brasileira de 1958 e 1970, a alemã de 1989-91, a holandesa de 1974, a húngara de 1954, a argentina de 1978, a italiana de 1982, a espanhola de 1984, a japonesa de 1986, entre outros. E não é só seleção não! Tem a Liverpool de 1977, o Manchester United de 1968, o Milan de 1988, o Real Madrid de 1950-56, o Santos de 62-63, o Arsenal de 1970, o Barcelona de 1989, o Boca Juniors de 1976, entre muitos, mas muitos outros. Tem para todos os gostos. Se você é um saudosista do futebol, realmente não pode perder esse jogo.
Como já foi dito, há seis times brasileiros presentes no jogo: Corinthians, Cruzeiro, Grêmio, Palmeiras, São Paulo e Vasco da Gama. Todos esses times possuem seus jogadores oficiais garantidos da época: o Corinthians de Dida, Rincón, Vampeta, Edílson, Luizão e Marcelinho Carioca, o Palmeiras de Marcos, Júnior Baiano, Alexsandro de Souza e Zinho, São Paulo de Rogério Ceni, Raí, Marcelinho Paraíba, Fábio Aurélio e França, o Vasco de Carlos Germano, Luizinho, Edmundo, Juninho Paulista e Viola, Cruzeiro de Doring, Espinola, Djair e Müller, e Grêmio de Danrlei, Macedo, Ronaldinho Gaúcho, Róger e Aranda. Vale a pena jogar com cada um deles.
Caso o jogador não queria necessariamente jogar um campeonato, ele pode criar seu próprio campeonato. Escolha os times que participarão desse campeonato, o modelo de eliminação, as regras, e até o nome do campeonato. Forme o torneio que quiser. Misture seleções com times, times clássicos com times atuais, e recrie os maiores clássicos da história, se quiser. Use sua criatividade.
Outra novidade é poder jogar o modo de jogo Season, que é uma temporada completa com o seu time. Ou seja, escolha um time, e poderá jogar tudo o que puder com aquele time: torneios regionais, nacionais e internacionais. Mantenha o time sempre organizado. Os jogadores vão ficando cansados, e será necessário substituí-los antes que eles sofram lesões graves ou o rendimento deles caia. Use o dinheiro que ganhar com os campeonatos para comprar novos jogadores, reformular sua equipe, e não se esqueça de vender aqueles  que não quiser mais. Não há necessariamente um fim nesse modo de jogo: é apenas um desafio que incentiva o jogador a se sentir realmente como o dono de um clube, tendo de administrá-l e gerenciá-lo tanto taticamente quanto financeiramente o tempo todo. Sofra muitas derrotas, e perderá dinheiro, assim como na vida real. Acompanhe estatísticas e veja quais jogadores dos times rivais estão em alta para poder comprá-los para seu time. Forme a seleção de seus sonhos. Trata-se de um de meus modos de jogo prediletos.
Agora vamos falar sobre um dos fatores mais importantes: a jogabilidade! Nesse quesito, o game não se diferencia tanto assim dos jogos anteriores. A jogabilidade, claro, se encontra melhorada em relação a FIFA 99, mas o modelo é o mesmo. Alguns comandos são idênticos, e a resposta dos controles é tão bom quanto em outras versões. Caso ainda não conheço o modelo de jogabilidade de FIFA, é o mais simples possível, com comandos rápidos e diretos que respondem diretamente aquilo que quer fazer. Há um botão para passe, um para chute ao gol, um para cruzamento e um para correr. Os botões superiores servem para realizar os dribles. Não tem segredo: basta apertar o botão e pronto, o drible será realizado. Isso permite até mesmo a um iniciante a dar um verdadeiro show com a bola: driblar toda uma zaga, enganar o goleiro e colocar a bola no fundo do gol. De fato, o game é bem fácil, na verdade ouso dizer que é fácil demais. Mas sempre se pode aumentar a dificuldade, se for o caso. Basta apenas saber que não há movimentos complexos: tudo o que se precisa saber está facilmente destacado no game é feito com poucos botões. Não é preciso muito tempo para se dominar os controles e começar a golear os adversários.
FIFA 2000 possui um dos mais completos modos de treinamento já vistos em um jogo de futebol. O jogador pode escolher o que ele quer treinar especificamente: cobranças de falta, escanteios, pênaltis, laterais ou mesmo uma partida de treino completa. É possível treinar o lado ofensivo, ou seja, treinar realizar um gol em determinada condição, como também o lado defensivo, ou seja, treinar para não tomar o gol nessas condições. Muito útil caso você não seja realmente hábil em jogos desse gênero (como eu) e queira melhorar um pouco suas técnicas antes de partir para o jogo de verdade. Realmente um modo de treino perfeito, que qualificará muito bem o jogador, permitindo a ele se fortalecer nas suas fraquezas individuais.
O game permite uma customização muito interessante. É possível, por exemplo, alterar não apenas a dificuldade do jogo (há três modos de dificuldade: amador, profissional e classe mundial), como praticamente qualquer coisa. Dá para alterar a duração de cada tempo de jogo, o clima do jogo, o idioma no qual o jogo será informado, se faltas serão permitidas, se os jogadores se machucam ou não, se os jogadores se cansam ou não, as câmeras do jogo, as escalações do time, os esquemas táticos, quem bate qual falta, se haverá a velocidade das partidas, enfim, há muita coisa para se alterar. Se você se cansar do modelo de game e quiser algo diferente, fique à vontade para adaptar o game ao modo como mais gosta de jogar. Esse é um dos diferenciais do jogo.
Mas o melhor ainda está por vir. Um dos elementos que mais agradam os amantes desse gênero, sem dúvida, é o modo versus. Em FIFA 2000, dois jogadores poderão se confrontar ou jogar juntos no mesmo time. Realmente, jogar um campeonato com um amigo é uma experiência totalmente nova, e a diversão realmente dobra quando se está acompanhado. Mesmo nas velhas disputas individuais para ver quem é o melhor, a rivalidade impera e sempre sobra muita jogatina e boas risadas. Pode preparar uma reunião em casa com a galera e montar um campeonato próprio entre vocês, com direito a classificação, escolha de regras e tudo! Quer algo melhor do que isso?

Minha análise do jogo

Gráficos
Nos últimos tempos, a EA Sports foi uma das empresas que mais inovaram no quesito captura de movimentos, ou motion capture. Realmente, a movimentação dos personagens é a mais realista já vista no console, e a programação que foi realizada ficou muito boa. Cada personagem é discernível dentro de campo (obviamente dentro das limitações técnicas do console), e o avanço que foi realizado em relação ao game anterior é notável. Desde a animação dos movimentos, até os estádios, as cenas na abertura do game até o modo como tudo foi realizado, sem dúvida se trata de um dos melhores gráficos já vistos em qualquer jogo de esporte lançado até então. Empenho máximo por parte da EA Sports.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)

Som
FIFA 99 já possuía uma das melhores trilhas sonoras já vistas em um game de esporte. Eram músicas clássicas e muito bem selecionadas. FIFA 2000 mantém o mesmo patamar, e o nível de empenho com o qual a trilha sonora foi selecionada ficou realizado comparável ao jogo anterior, o que é muito bom. As narrações realizadas estão ainda mais bem feitas e realistas do que no jogo anterior. Os gritos e vaias da torcida também ficaram bem bacanas. Enfim, tudo no jogo está realmente perfeito no que se refere ao desempenho sonoro; tão bom quanto o jogo anterior, o que já é algo a ser considerado. Empenho máximo por parte da EA Sports.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)

Jogabilidade
A jogabilidade não sofreu tantas alterações em relação ao jogo anterior. O estilo de jogo é o mesmo, até porque a fórmula dava certo e não precisava mudar. Um botão para passe, um para chute ao gol, um para lançamento, e os tradicionais botões de corrida e de drible. Os dribles são realizados com apenas um botão, tornando tudo muito acessível a jogadores de qualquer idade. O game está simples de se jogar, e os jogadores que já tiverem experimentado outras franquias (como o ISS) verão o quanto o jogo é simples demais. A jogabilidade simplista e sem desafios é conhecida da série, e foi feita propositalmente para ser assim. A ideia da EA era tornar o game rápido de se pegar, mas o problema é que ela é limitada. Não há comandos avançados, não há mais como se melhorar ou incrementar no jogo uma vez que se pega as manhas iniciais. Por ser tão simples, um jogador veterano não encontra recursos que o torne melhor do que um jogador iniciante. Isso chega a incomodar, principalmente depois de se poder experimentar as jogabilidades melhor exploradas de jogos concorrentes. Por conta desses defeitos, que poderiam ter sido facilmente solucionados, o empenho da EA Sports foi considerável.
● Nota pessoal: 3/5 (Empenho Considerável)

Longevidade
Um jogo de esporte já possui um valor de longevidade muito grande, isso é fato. Mas a EA Sports ainda chutou o pau da barraca com esse game. O jogo possui mais de 100 times! É muito time, e com suas seleções originais, ainda, chega a ficar quase impossível não querer experimentar cada seleção, cada time. Quando se vê o número de times clássicos disponíveis, então, os saudosistas do futebol vão pirar. Há vários campeonatos para disputar, e, se não achar os campeonatos existentes numerosos o bastante, crie o seu campeonato. Escolha os times, as regras, o formato e pronto, jogue nele! É possível ainda jogar temporadas inteiras, comprando e vendendo jogadores a todo momento, e administrando tecnicamente o time no decorrer dos vários campeonatos. Cansou da dificuldade? Altere a dificuldade, coloque na dificuldade máxima para um desafio, ou no mais fácil para pegar as manhas do game. Cansou de jogar contra o computador? Chame os amigos e faça a festa. você não encontrará motivos para deixar de jogar esse game por meses e meses a fio, pode ter certeza. O empenho da EA Sports com a longevidade foi máximo.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)

Inovação
Esse é um quesito um tanto quanto cruel quando se trata de um jogo de esportes. Tecnicamente falando, as empresas precisam se preocupar em lançar um novo jogo de futebol todos os anos, e isso pode inibir um pouco a vontade de fazer algo diferente, favorecendo o mais do mesmo que costuma existir aos montes por aí. Porém, a concorrência com o ISS realmente gerou frutos para a franquia: a EA Sports agora se vê obrigada a realmente melhorar o game em tudo quanto for possível. Ela fez a parte dela: incrementou bastante o jogo, trouxe novas seleções, novos times, inclusive diversos times entre os mais clássicos da história do futebol, novos campeonatos, novos dribles, enfim. Não foi uma reformulação completa, no entanto: aqueles que já jogaram os jogos anteriores mal perceberão algumas diferenças mais sutis, achando que está tudo igual, mas não está. Caso o jogador perceba as sutilidades, verá que muita coisa foi incrementada. Como eu disse, não é uma revolução, mas tem algo de novo no ar. Tem alguns elementos que a EA Sports poderia ter incrementado ainda mais, como novos modos de jogo e a jogabilidade em si, que possui alguns poucos defeitos, mas no todo ela fez o que deveria ter feito. O empenho da EA Sports com a inovação foi excelente.
● Nota pessoal: 4/5 (Empenho Excelente)

Diversão
Futebol é diversão, é entretenimento. E um jogo de futebol é divertido quando ele te faz lembrar dos momentos que se passa torcendo por seu time. E é justamente isso que FIFA 2000 faz: o jogo lembra muito uma partida real de futebol. Acompanhar a trajetória de seu time em um campeonato, controlar os personagens, vê-los entrar em campo, comemorar os gols e vibrar com a torcida, é muito legal. O game é rápido, é fácil de se jogar, e extremamente viciante. A variedade de campeonatos e times deixará o jogador sempre animado para continuar jogando, pois a disparidade de desempenho dos jogadores e de esquemas táticos dos times faz com que você tenha que jogar de formas diferentes usando um time ou outro. Cabe ao jogador moldar o time ao seu gosto, ou jogar como aquele time joga de fato na vida real. Esse é o mais realista e mais completo simulador do esporte disponível no mercado em sua época, na minha opinião. empenho máximo.
● Nota pessoal: 5/5 (Empenho Máximo)

Soma Final: 27/30 (Excelente)

Em resumo: FIFA Major League Soccer é considerado por mim facilmente como o melhor jogo de futebol já feito para o Playstation em sua época. A Electronic Arts conseguiu trazer tudo o que fez sucesso em games anteriores e ainda aperfeiçoou o que poderia ter aperfeiçoado. O game está no máximo de seu desempenho técnico, está repleto de times, sendo inclusive considerado um monumento ao futebol, por seus times clássicos e históricos, e é um game muito bom e muito divertido de se jogar. Qualquer fã de futebol tem de ter esse game na sua estante.


Análises profissionais

O Metacritic não possui uma média para FIFA 2000 Major League Soccer.

Detonado em vídeo

Não há necessariamente um detonado em vídeo para esse jogo na net. O máximo que pude fazer foi recolher alguns vídeos que mostram um pouco melhor o game. Encontrei alguns vídeos do joo. Não são vídeos completos, apenas momentos das partidas. Confiram!

FIFA 2000 Intro


FIFA 2000 - Itália vs. Croácia


FIFA 2000 - Holanda vs. Croácia


FIFA 2000 - Espanha vs. Croácia


E aí, o que achou desta análise? Curtiu? Deixe-me seu comentário, ou entre em contato comigo pelo e-mail: adm_melhorfinal@hotmail.com ou pelo twitter: @AdmMelhorFinal.

6 comentários:

  1. cara, esse blog é novo? Pois por enquanto só eu comento...
    Mas calma, vai melhorar.
    Ah sim, dava para melhorar aquela analise de resident evil 3, ta sem nota.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, cara, na verdade meu blog não é necessariamente novo não... Na verdade ele já tem mais de um ano. É que poucas pessoas o conhecem ainda. Um ou outro comenta por enquanto, mas tenho certeza que vai melhorando aos poucos.

      Quanto à análise de Resident Evil 3, valeu por me avisar que ela estava exposta: era para estar em rascunho ainda, nem está terminada! Foi exposta por engano. Já a escondi novamente, até terminar.

      Excluir
    2. de nada, vai com fé que o blog vai crescer. Gostei muito pq analisa games antigos e novos, principalment resident evil. É isso!

      Excluir
    3. Esse é um dos pontos que eu mais reforço aqui no blog. Eu sou retro gamer por opção, e também gosto de jogos atuais, então tento mesclar jogos novos com os clássicos que eu sempre adorei. Como jogo tanto jogos novos como antigos, eu analiso ambos aqui pro blog.

      Excluir
  2. Eu sempre adorei esse jogo!Eu também gosto de jogos antigos, na verdade, tinham mais desafios. Os de hoje, têm gráficos excelentes, mas um enredo horrível. O que vale mesmo, na minha opinião, é a diversão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, nem todos os jogos de hoje têm um enredo horrível. Muito pelo contrário, eu diria: a cada ano que passa, as produtoras se conscientizam a fazer grandes jogos tanto na parte gráfica quanto na parte da concepção mesmo, enredo e tudo o mais.

      Mas eu entendo o que você quis dizer. Parece que a parte divertida dos jogos está ficando em segundo plano, enquanto eles investem em melhores gráficos e jogos maiores (muitas vezes grandes e vazios). É claro que a diversão sempre tem de ser o fator principal e determinante em qualquer game!

      Excluir