terça-feira, 19 de abril de 2011

Shenmue - シェンムー - Análise

Era o ano de 1999, quando a Sega, em um projeto ambicioso, ao lado do gênio Yu Suzuki, levara ao conhecimento de todos, "Shenmue", um game aguardado por muitos, e que viria a mostrar-se um dos jogos de maior sucesso da história da Sega Corp. e dos games. Seria "Shenmue" um jogo realmente competente ao nível de suas expectativas ?

Informações técnicas:
 
Nome completo: Shenmue - シェンムー Shenmū;
Publicação: Sega;
Desenvolvimento: Sega-AM2;
Gênero Adventure / Sandbox;
Diretor: Yu Suzuki;
Plataforma: Sega Dreamcast - ( 1998* - 2001+);
Data de lançamento: 29 de Dezembro de 1999 - (Japão);
Faixa etária: 14+ - (Teen / ESRB - North America);

Introdução:

"Shenmue" nos conta a história do garoto japonês Ryo Hazuki, pertencente a uma tradicional família japonesa típica dos anos 80 e órfão de sua mãe, pois, após um corriqueiro dia, retorna à sua casa e se depara com cenas devastadoras, todas elas provocadas por apenas um homem sádico e misterioso. Seu pai também morre, mas dessa vez, Ryo vê tudo, e descobre que o nome de seu futuro algoz é Lan-Di, um perigoso corrupto chinês ...

Sem seus pais, e com a resistência de seu fiel amigo Fukuhara, a obsessão por vingança tomou conta de Ryo que então parte em uma incessante busca contra seu inimigo, o homem que destruíra a sua família, o temível mafioso chinês, Lan-Di teria de ser derrotado ... 

Oras, como você já deve ter percebido, a história não é tão original assim, porém a forma como ela é tratada e como as acontecimentos vão se esclarecendo é de uma produção extremamente impecável por parte dos roteiristas da Sega. 

A exploração é essencial para o prosseguimento do jogo e você terá de usar todos os artíficios possíveis.

O game vinha acompanhado por um sistema gráfico sem igual na época, testando ao máximo a potência do até então poderoso "Sega Dreamcast", último console produzido pela Sega, com capacidade 128 bits.  

Dentre de toda essa beleza gráfica destacavam-se as condições climáticas, o "real-time", onde através de um relógio na tela o jovem Ryu podia se guiar, sabendo previamente que se quisesse explorar determinado local teria de ter máxima atenção nas horas e minutos, fora a beleza dos cenários e da cultura japonesa.

Esse sistema gráfico fabuloso para a época, ainda hoje se encontra belo e "atual", utilizando-se bastante para tais efeitos a luz dos cenários detalhados, polígonos muitos bem distribuídos e expressões faciais de cair o queixo. Completamente genial para o determinado momento em que se passava o mundo dos games nos final dos anos 90 ...

Porém é claro que um game não se destaca apenas pelo sistema gráfico. Para tal obra-prima, a Sega fez de "Shenmue" um jogo mais mais intenso e dinâmico em termos de enredo e jogabilidade em si. Nas fases de exploração do personagem você pode deslocar-se em vários cenários, conversar com outras pessoas, onde isso será de extrema importância para o andamento do game. Cada resposta pode ser essencial. 


Intro de Shenmue, uma das mais tristes da história dos games.

 Ainda temos as fases de lutas e sequências, onde jogadores habituados com os "beat-em-up's" de antigamente não terão problema algum. O estilo de luta de Ryu  é baseado em games como Virtua Fighter e Tekken, inclusive com alguns esquemas semelhantes aos personagens destes jogos.

Ainda para destacar, "Shenmue" pode ter sido um dos primeiros jogos a utilizar de forma eficiente e divertida os "quick-time events", que nada mais são do que cenas rápidas de ação onde o jogador deve pressionar teclas que aparecerão na tela de seu televisor, onde as sequências vão fluindo junto com as cenas de ação. Algo maravilhoso e comparado até mesmo a filmes de Hollywood em algumas partes matriciais da história.

A trilha sonora se destaca por músicas e variantes orientais, totalmente orquestradas, onde se enquadram perfeitamente durante o desenrolar do jogo, ou em algum cenário ou "momento". É uma das trilhas sonoras mais belas da história dos games sem dúvida alguma. Surpresas virão no encerramento do jogo ... Ficará marcado para sempre em sua vida gamer. 

Capa japonesa de Shenmue.

O jogo vinha com uma diferença em relação aos demais: enquanto em outros jogos existia até então um final previamente estabelecido, em Shenmue, isso nada mais era do que uma "continuação" direta para o segundo game da história principal. 

A história é retomada na aclamada sequência lançada também para o "Sega Dreamcast" em 2001, intitulado de "Shenmue 2", conseguindo o feito de melhorar ainda mais a qualidade gráfica e mantendo os mesmos padrões do jogo anterior, incrementando a níveis absurdos a diversão e a longevidade da épica história criada por Yu Suzuki. 


Sabia que Shenmue era um projeto para o "Sega Saturn", console antecessor do "Sega Dreamcast" ? Pois é ...

É nesta sequência que vamos conhecer a garota misteriosa que normalmente só aparecia nos sonhos de Ryu, onde ele acredita ter um papel importante no decorrer de sua missão. Ela é quem ajudará nosso amigo durante o decorrer do segundo game, mas isso fica pra uma outra oportunidade ...

Posteriormente haveria uma versão para o primeiro "Xbox", console lançado pela Microsoft no mesmo ano, mantendo a mesma qualidade da versão para o "Dreamcast", porém havia a expectativa na época de que a versão de "Shenmue 2" para o Xbox viria com uma qualidade muito superior em relação ao seu antecessor.

Gameplay em imagens:

Depois de tudo isso, só me resta terminar dizendo que quem tiver a oportunidade de jogar este fabuloso game, com certeza não terá seu dinheiro jogado no lixo. É, sem sombra de dúvidas, uma compra obrigatória para a sua coleção de games "históricos". "Shenmue" e "Shenmue 2" ficará sempre nos nossos corações !

Finalizando, joguem, sintam e mais que tudo: desfrutem do que Shenmue tem de melhor. E tenham certeza que depois desta maravilhosa experiência, sua noção sobre games não será a mesma de antes ...  



Shenmue - Review.

Análise em notas:

Jogabilidade: 9,8
Trilha Sonora: 10;
Enredo: 10;
Gráficos: 9,7;
Replay: 9,5;

Nota Final: 9,8;

6 comentários:

  1. concerteza um dos mais marcantes... tive a honra de joga-lo e posso falar que é simplesmente fantástico só jogando pra saber...

    ResponderExcluir
  2. Também considero jogar Shenmue uma honra, Robson.

    Shenmue é um dos jogos mais inovadores que tive a oportunidade de jogar. Ele é precursor de vários elementos que estão muito na moda hoje em dia. Pena que nem todo mundo tem a consciência de que isso começou com Shenmue.

    O mundo aberto, por exemplo, tão popularizado hoje em dia com os games sandbox, tudo isso começou com Shenmue. Assim como os QTE (Quick Time Events) que fazem a cabeça dos fãs de God of War, mas que muitos nem imaginam que foi o Shenmue o primeiro jogo a usar esses elementos de forma rápida e intuitiva. Tudo no jogo é diferente dos outros games de sua época, do combate à exploração, da resolução dos mistérios aos quebra-cabeças.

    Recomendo a todo mundo que um dia tenha a oportunidade de jogar esse game. Como você disse, Robson, só jogando para saber.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Os dois jogos diferem em muitas coisas, mas, levando em consideração que um foi o precursor de um gênero e o outro o popularizou a patamares astronômicos... É um páreo muito duro. Acho bem complicado conseguir chegar a um consenso sobre se Shenmue é melhor do que GTA (até porque depende de qual estamos falando), mas em alguns parâmetros ele se sai melhor sim.

      Excluir
  4. Respostas
    1. Seria simplesmente sensacional, hehehe! Um sonho sendo realizado!

      Excluir