sábado, 7 de maio de 2011

The Last Story - Preview

Enquanto todos os olhos estão na grande esperança da Nintendo do 3D "no glasses" para o futuro, nós estamos sendo preparados o jogo que pode ser o último grande game para o Nintendo Wii.

Apropriadamente chamado de "The Last Story", o game já foi lançado no Japão, o que nos permite ler e entender o rico mundo desta aventura que estamos esperando a algum tempo. E que o ocidente em breve poderá se deliciar com este primoroso rpg oriental.

E, tendo chegado ao ponto principal, nós aprendemos muito mais com o jogo que pode marcar a aposentadoria do criador de Final Fantasy: Hironobu Sakaguchi.
Ficha Técnica.

Nome Completo: The Last Story - ラストストーリー Rasuto Sutōrii;
Publicação: Nintendo;
Desenvolvimento: Mistwalker / AQ Interactive;
Produtor/Diretor: Hironobu Sakaguchi;
Gênero: Action RPG / Japanese RPG;
Plataformas: Nintendo Wii;
Data de Lançamento: 27 de Janeiro de 2011 - (Japão) / 10 de Julho de 2011 - (Ocidente);
Faixa Etária: 12+ - (ESRB);


Introdução

Sabemos que recursos de combate em tempo real uso elementos de jogos como "Gears of War" em estilo de cobertura. Nós sabemos que a progressão através da história é bastante linear e não há um mapa em mundo aberto muitas vezes.

.
Sabemos que sob o pesado diálogo japonês, a narrativa se concentra em um conflito entre os habitantes humanos de "Ruli Ilha" e uma raça de criaturas "Uruk-hai-like" conhecido como os "Gurgs". Fonte: IGN.

.
Mas apesar de um grande número de revelações, há uma coisa que ainda não consigo entender: por que esse JRPG maravilhosamente inovador não tem uma data de lançamento ocidental ainda ?

Porque baseada nos trailers que vi e pelas notas de alguns sites e revistas, o game merece ser apreciado por um maior número de pessoas possível.

.
A história diz respeito a Elza, uma donzela de cabelos espetados órfã, que vive a vida de uma mercenária com seus cinco companheiros errantes. 

.
Primeiro trailer oficial de The Last Story.


Sistema de batalha mostrada na E3 de 2010. 

O jogo começa quando os aventureiros introduzem um sistema de catacumbas em busca de um tesouro proibido, mas depois que eles estão cercados por soldados mortos-vivos, Elza é misteriosamente agraciada com o poder conhecido como "Gathering" e afasta os atacantes zumbi.
.
O partir disso então, faça seu caminho para a segurança dos "Ruli City", onde eles pegam a residência em uma taverna local.  
 .
A partir daqui a rotina de eventos fica fora de controle e como Ruli é invadida por navios de guerra Gurg, Elza se apaixona perdidamente pelo Conde da sobrinha de Ruli. Discussão sobre o namoro fora de questão aqui, até por causa dos spoilers ....
História em detalhes - (Atenção: Spoiler)
.
The Last Story tem uma narrativa forte que se vê em capítulos inteiros perdidos no diálogo entre Elza e seus companheiros, que aliás, a muito tempo não via diálogos tão bem feitos em um JRPG.  
 .
O mundo é uma trama de anime japonês misturada com o folclore ocidental, preenchida com cavaleiros armados e elaborada uma escala de conhecidas criaturas ainda míticamente diferentes - o estilo é levemente reminiscente de Final Fantasy XII..
Mas, como a história é imersiva como pano de fundo, a estética e a plástica de jogar o segundo violino para o sistema de batalha inovador é muito atraente dos demais RPG's que se viu por ae.
 .
Ao contrário de obras recentes do chefe "Mistwalker" Hironobu Sakaguchi, este é um RPG de ação onde em alguns golpes especiais e combinações não se necessita pressionar um botão.

.
Ao contrário: O sistema de combate oferece rapidez e uma mistura sólida de profundidade tática. Um encontro típico "melee" começa com Elza e seu grupo próximo de uma patrulha frente ao inimigo.

.
Uma vez que eles estão perto o suficiente, o jogo pausa e a câmera garimpa seus imagens para fora, oferecendo uma visão panorâmica de localização de cada inimigo e dá detalhes de seus níveis e fraquezas elementais.

.
Elza e seu partido têm cada um a proficiência em um determinado elemento, como o vento, fogo ou poderes de nível 'sagrado'. A maioria dos inimigos parecem ser mais suscetíveis aos ataques de magia de um elemento específico. Isso lhe dá tempo para planejar sua estratégia antes de colocá-la em prática.

.
O jogador assume o controle de Elza, que, como protagonista de RPG é mais hábil com a lâmina. Para atingir um adversário, você simplesmente pode caminhar até eles.  
 .
Fique dentro do alcance e Elza continuará chovendo os golpes, lembrando dessa vez "Vagrant Story", JRPG lançado para o PlayStation em 1999.

.
Por conta própria, ela não pode começar um golpe de combinação, mas pela parceria com um aliado dos dois ataques em cadeia ela pode, com cada golpe subsequente e aumento em vigor. 
 ..
Mas os inimigos não vão apenas ficar de braços cruzados enquanto você vai surrá-los, assim que você pega qualquer defesa ou esquiva, você vê um contador de vinda.
 .
Gameplay em imagens
.
.
Completando, o combate corpo-a-corpo é o sistema mais técnico e mágico que a maioria dos críticos analisaram. Na família de mercenários de Elza, dois são exemplos de tipos "melee" enquanto os outros três têm algum nível de habilidade mágica.
.
Yuris, por exemplo, é um mago de fogo do tipo que pode conjurar a magia "Flare" para tratar alguns
danos "fire-based". Isso leva 20 segundos para jogar e qualquer interrupção durante esse tempo irá redefinir o relógio. Fontes: IGN e GameSpot.
..
Mas isso é apenas metade da história, porque a área de terras onde a magia também será transformada em um círculo de poder elemental ou astro-fisica !

..
A magia Flare cria um vazio temporário que queima qualquer Gurg que vagueia nele. Mas, para Elza e seu bando, os efeitos são totalmente benéficos, como a magia "sing on hell", que misturando às suas armas serão infundidos com o elemento fogo.

.
E, em certas batalhas, onde a oposição é imune a ataques não-elementares, é necessário defender os seus magos antes de ir para a ofensiva.  
 .
Também é possível combinar círculos mágicos com o ataque de Elza como o "strong-wind", que no caso do persongem irá colocar os inimigos próximos em um status "break guard", deixando-os incapazes de levantar seus escudos.
 .
The Last Story - Concept Arts
.

A capacidade de captação de Elza pode ser ativado a qualquer momento e torna irresistível a todos os inimigos próximos, como se tivesse sido pulverizado com um golpe de "lynx".

O uso da tática de coleta é a melhor maneira de dar o seu espaço para compartilhar com seus companheiros de equipe, permitindo-lhes feitiços quando você tomar a comitiva hostil fora em um ganso selvagem.

Também é possível apagar seções inteiras sem o soar do alarme, tendo Elza esgueirairando-se entre os pontos de cobertura enquanto atira com sua bowgun.  

Quando o solitário Gurg se desloca para investigar, ele pode usar seu ataque "slash" para tirá-los tranquilamente, estilo Solid Snake ...

Magic: The Gathering ?

Usando a cautela no combate e sistemas de magia juntos, você pode enfrentar as lutas padrão como quiser.  

Normalmente vale a pena colocar magos, arqueiros e curandeiros em primeiro lugar, mas mesmo se você azarado para os lutadores mais resistentes, os líderes e os ogres podem ser uma generosa ajuda, significando que a vitória é apenas uma questão de perseverança.

Mas em termos de encontros com chefes criativos, você tem que pensar bastante. No capítulo 14, Elza explora um naufrágio assombrado - uma viagem que termina com um confronto contra o sombrio "Doppel Ganger".

Esta "winged-beast" vive em um reino de espelhos e imita todos os movimentos de Elza, o que torna impossível atacá-lo diretamente. A solução ? Use Yuris usando seu "flare" no mundo do espelho e em seguida, use Elza para mover para uma posição onde sua imagem está de pé em chamas e fora de alcance.

Enfurecido, Doppel Ganger irá quebrar o vidro e dividir seu corpo em quatro, com cada peça parecida com um companheiro de equipe. 

É difícil dizer o amigo do inimigo neste momento como seu aliado, mas mantendo um olhar atento sobre o indicador de saúde é fácil de identificar cada um.

Leão do mar

Nos capítulos seguintes, Elza e grupo infiltram-se na base militar de Gurg. Isso envolve algumas batalhas com "mace-wielding trolls" e uma cena onde o existe a estréia de uma equipe de montar nas asas de algumas criaturas como o "griffon-like".

Os mercenários, em seguida, ao invadir o quarto do trono do líder Gurg, ao invés de ficar por perto, eles combatem seu monstro de estimação, Marbas, que está possuído, em uma batalha sangrenta.

Olhando como um cruzamento entre um leão branco e um pesadelo, ele se teletransporta tão rápido que é difícil de acertá-lo de forma consistente, mas usando a recém-adquirida habilidade de Elza, "Burst", que carrega um feitiço de abrandamento bloqueando continuamente, é possível arrastar Marbas para baixo, num ritmo mais administrável.

Isso faz com que o game seja ainda mais dinâmico no seu tão falado sistema de batalha. The Last Story possivelmente pode ser o RPG oriental mais bem conceituado desta geração e sequer foi lançado para o Xbox 360 ou para o PlayStation 3, o que logicamente rendeu algumas críticas.


The Last Story - Gathering System Demonstration


The Last Story, japanese walkthrough - (Seguir vídeos ao lado se quiser ver pelo site You Tube)

Fora do patrão dos dungeons, você vai passar um tempo explorando Ruli City. Está longe de ser uma metrópole movimentada, mas com mais de dez tipos de lojas para ver, existem muitas maneiras de gastar seu dinheiro árduamente ganho depois de uma busca lucrativa.

Diferentes tipos de armas e armaduras podem ser comprados, mas o foco é sobre como modificar o seu equipamento existente na loja de atualização.  

No início isso exige cada vez mais grandes somas de ouro, mas como as armas se tornam mais poderosas, elas precisam de peças específicas que só podem ser adquiridas através de partes itens aleatórios.

Outras atrações incluem uma arena chamada "tardis-like" que é maior por dentro do que por fora e parece ser uma mistura eclética de pessoas da cidade, onde você pode fazer suas side-quests.

Uma dessas missões é particularmente notável porque é uma homenagem a uma das peças do conjunto orquestral de Sakaguchi, igualmente magistral à trilha mostrada em Lost Odyssey, de 2007.  

Chegando a "haunted mansion", este capítulo tem Elza e sua equipe ajudando um mercador chamado Lotta a salvar a sua esposa (ou, eventualmente, filha, nós não poderíamos deixar de dizer) de uma irmandande chamada "fitted spectrum".

Depois de algumas peripécias assustadodoras, eles finalmente encontram a mulher desaparecida presa em uma sala secreta. Mas antes que eles possam libertá-la, o grupo é atacado pir um "Nebrious" de dar medo. Esta aparição demoníaca é imune a qualquer ataque que você possui.

Mas como é cobrado que você explore a mansão através de sua incansável busca, você verá a imagem fantasmagórica de um menino de pé ao lado de alguns lugares de costume, coisa rara em um JRPG implantar terror e suspense.
 
No final do capítulo, vemos a equipe sair com todos seguros, e como a câmera se move de volta para casa, vemos a criança-fantasma lentamente desaparecer. 

É momentos como estes que nos fazem querer entender o conto por trás da história, pois embora tenha suas falhas, especialmente durante algumas cenas onde a qualidade gráfica pode, por vezes ter uma forte queda, The Last Story é, no entanto um JRPG muito ambicioso em um console que está atualmente carente de inovação.

Se isso acaba por ser outro "Xenoblade" (excelente, mas limitado apenas para o Japão) em termos de qualidade, o ocidente vai se deliciar com mais uma jóia oriental. Então, por favor, Nintendo, não deixe a história se tornar uma última "The Last Story".

Take care ! 
 
 Expectativas iniciais:

Nível de Espera: 4/5;
Impressões Iniciais: 5/5;
Expectativa: 4/5;
Game of the Year: Regular;


3 comentários:

  1. Hironobu Sakaguchi não pode se aposentar... Não...

    ResponderExcluir
  2. Gostei, sim, até porque você ainda relembrou clássicos como Vagrant Story e Xenoblade durante o preview. Muito bom.

    ResponderExcluir